Ataque hacker derruba sistemas do TJRS com ransomware

Ataque hacker derruba sistemas do TJRS com ransomware

Na manhã de quarta-feira (28), o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJRS) informou no Twitter que seus sistemas estavam instáveis. O que parecia um problema técnico pontual revelou ser algo muito mais grave: no mesmo dia, o órgão reconheceu ter sido alvo de um ataque. Há indícios de que os sistemas do TJRS foram comprometidos por um ransomware REvil.

O REvil é um grupo que se dedica a extorquir organizações de várias partes do mundo para devolver a elas dados capturados por meio de ransomwares. Só para dar um exemplo recente, neste mês de abril, o grupo ameaçou divulgar dados sigilosos da Apple se não recebesse um resgate de US$ 50 milhões.

Nos comunicados liberados até agora, o TJRS não deu detalhes do ataque. Em tweet publicado ainda no dia 28, o órgão se limitou a informar que a sua área técnica estava averiguando o problema em conjunto com o Núcleo de Inteligência “para a verificação da responsabilidade na sua origem e a sua extensão”.

Porém, o Bleeping Computer recebeu a informação de que o ataque foi conduzido pelo REvil. O grupo teria exigido um resgate de US$ 5 milhões para descriptografar os arquivos afetados pelo ataque e não vazar dados.

As consequências foram imediatas. Com alguns sistemas instáveis ou inacessíveis, funcionários tiveram dificuldades para exercer suas atividades. O TJRS chegou a orientar que os usuários não efetuassem login nos computadores. Na noite de quarta-feira, o tribunal teve que suspender prazos processuais e administrativos por causa do problema.

Nos bastidores, a situação era de pânico. Pelo menos é o que sugere uma captura de tela compartilhada com o Bleeping Computer por um especialista em segurança brasileiro que se identifica como Brute Bee.

A imagem mostra o que seriam funcionários do TJRS trocando mensagens a respeito do ataque. Uma delas diz: “Gente o negócio é feio. Todos arquivos que estavam nos computadores e pastas de trabalho foram perdidos”.

O Bleeping Computer também afirma ter recebido um áudio em que o interlocutor relata que o ataque é a pior coisa que já aconteceu ao TJRS e que a equipe de TI teve um “ataque histérico” enquanto tentava restaurar os sistemas afetados.

Restabelecimento dos sistemas
Nos dias seguintes ao ataque, o TJRS usou o Twitter e o seu site para comunicar o restabelecimento de alguns serviços. Outros continuavam inacessíveis na manhã desta sexta-feira (30), no entanto, a exemplo do sistema de atendimento telefônico (Cadi) e do sistema eThemis (Jec e Jefaz).

Também nesta manhã, o site do tribunal exibia um aviso de que o Portal TJRS estava temporariamente indisponível para manutenção, mas que sistemas como Eproc, Seeu e Sei podiam ser acessados.

O Tecnoblog entrou em contato como TJRS para confirmar se o ataque tem relação com o grupo REvil e pedir outros esclarecimentos. Este texto será atualizado se obtivermos resposta.

Fonte: Ataque hacker derruba sistemas do TJRS com ransomware | Antivírus e Segurança | Tecnoblog

2 Curtidas