Economia de Plataforma e os Desafios das Políticas de Antitruste

Pessoal,

Aproveito essa nova categoria para trazer a discussão sobre os desafios das atuais doutrinas de antitruste norte americanas e brasileiras para lidar com as práticas de mercado das grandes empresas da economia digital.

Em especial, indico o artigo Amazon’s Antitrust Paradox, da professora norte americana Lina Khan, no qual a autora busca estudar como que o desenvolvimento das políticas de antitruste americana, especialmente quanto a integração vertical e preços predatórios, criaram importantes dificuldades para enfrentar como que determinadas práticas de mercado da Amazon podem ou devem ser entendidas como anticompetitivas.

4 Curtidas

Complementando o tópico, os CEOs de Google, Amazon, Facebook e Apple irão testemunhar perante a comissão de antitruste do governo norte americano. O testemunho faz parte da grande operação de revisão das políticas antitruste perante às novas economias e Big Techs, da qual se espera a proposição de novas legislações e possíveis medidas judiciais contra as empresas.

1 Curtida

As discussões no parlamento estadunidense sobre se os serviços dessas empresas seriam considerados de editoria ou de plataforma, além do uso no senso comum de chamar sites como o Facebook de plataforma, me levaram a refletir sobre o significado da palavra e se ela poderia ser aplicada ao Facebook.

É o meu primeiro texto sobre o tema. Agradeço se puderem dar um feedback, encontrarem erros ou tiverem sugestões.

1 Curtida